Buscar
  • Comunicação

Ferrugem: manejo e prevenção

Atualizado: 12 de Jun de 2019

Você pode entender mais com a gente e melhorar a sua produtividade. Confira agora nossas dicas de manejo e prevenção da Ferrugem na sua safra.


A ferrugem-asiática da soja é a doença mais severa da cultura da soja e a que demanda maior investimento dos produtores. Os fungicidas são atualmente uma das grandes ferramentas para o controle da doença, o problema, no entanto, é que a rede do Consórcio Antiferrugem, que avalia anualmente a eficiência dos fungicidas, tem identificado reduções na eficiência desses produtos.


A principal causa do problema vem sendo associada ao uso intensivo dos fungicidas, desde 2001, quando fungo Phakopsora pachyrhizi foi relatado pela primeira vez no Brasil. A maioria dos fungicidas utilizados no controle da ferrugem pertencem a três grupos (inibidores da desmetilação –” triazóis"; inibidores da quinona oxidase – "estrobilurinas” e inibidores da succinato desidrogenase - "carboxamidas"). Ao ser identificada no Brasil, a ferrugem asiática foi controlada com a aplicação de fungicidas triazóis, isolados ou em misturas com estrobilurinas. Alguns triazóis apresentavam alta eficiência de controle, mesmo quando usados isoladamente, com eficiência semelhante às melhores misturas. No entanto, a partir da safra 2007/08, resultados de ensaios cooperativos realizados pelo grupo de pesquisadores do Consórcio Antiferrugem (http://www.consorcioantiferrugem.net) em várias regiões brasileiras, mostraram redução de eficiência de alguns triazóis. A partir de 2013, fungicidas estrobilurinas também apresentaram redução de eficiência, afetando a eficiência das misturas em diferentes níveis. Esse problema tem sido associado à seleção de populações do fungo menos sensíveis aos fungicidas desses grupos.


Entre as estratégias antirresistência para o manejo eficiente da ferrugem estão: incluir todos os métodos de controle de doenças, dentro do programa de manejo integrado; utilizar sempre misturas comerciais formadas por dois ou mais fungicidas com modo de ação distintos; aplicar doses e intervalos recomendados pelo fabricante; evitar mais que duas aplicações do mesmo produto em sequência e utilizar no máximo duas aplicações de produtos contendo carboxamidas por cultivo e não utilizar carboxamidas quando a doença estiver bem estabelecida.



Font Embrapa


#Soja #Ferrugem #Phakopsora #ConsórcioAntiferrugem #ManejoIntegrado #AntirresistênciadeFungicidas #FRAC #Fungicidas #DicaMoinho #MoinhoIguaçu

14 visualizações
  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Rod. BR 467, s/n, Km 109,3

Jardim Canadá - Cascavel - PR 

© 2020

 Comunicação Moinho Iguaçu.

Contato: (45) 3219-9000