Buscar
  • Comunicação

Informativo de Mercado

Confira agora nosso informativo de mercado referente 27/09/2019.



Grãos


Começamos esta semana com o mercado de soja para exportação no Brasil devagar com alguns negócios pontuais para 2020 e assim foi toda a semana, em alguns momentos tivemos uma valorização nas cotações de Chicago e no dólar que proporcionaram preços mais competitivos, porém a retomada da demanda chinesa para a soja americana tem enfraquecido os prêmios brasileiros devido a menor procura pelo nosso cereal dificultando as negociações. A falta de chuvas ainda tem dificultado o início do plantio de soja no Brasil, muitos já começam a fazer contas para o milho inverno de 2020, apesar que ainda estamos dentro da janela de plantio de verão. O contrato de soja novembro na CBOT começou a semana cotado a 882,75 cents/bushel e no momento trabalha a 887,5 uma alta semanal de + 4,75 pontos. O milho dezembro na CBOT iniciou a semana cotado a 371,25 cents/bushel nesta manhã (27) é cotado a 371,25, concluindo uma semana de baixa volatilidade do cereal. Podemos ver que a volta de compras da China da soja dos EUA tem fortalecido as cotações em Chicago, e enfraquecido os negócios no Brasil.




Câmbio


A semana iniciou com um aumento ao receio de uma desaceleração global devido aos dados de atividades mais fracos na Europa, ofuscando os sinais de alívio na guerra comercial. Ao longo da semana o pedido de impeachment de Donald Trump corroborou com o sentimento de aversão ao risco dos investidores. Um novo comunicado de Trump falando que um possível acordo estaria mais próximo do que o imaginado fez com que o dólar tivesse parte de seus ganhos enfraquecido. Ontem (26) os números da economia americana, dentre eles o PIB, sugeriram uma economia ainda sólida. No cenário interno as atenções estavam voltadas para o andamento das reformas e o discurso do Presidente Jair Bolsonaro na Assembleia da ONU. A reforma da previdência teve sua votação adiada, porém o anúncio que Paulo Guedes, Ministro da Economia, e o congresso fizeram um acordo com o objetivo de votar as reformas e a PEC do pacto federativo até o final de 2019 foi visto como algo positivo pelo mercado. Bolsonaro em seu discurso na ONU apresentou o contexto brasileiro tanto econômico como político para o mundo e reafirmou o cuidado pela soberania nacional. O primeiro contrato futuro de dólar da BM&F iniciou a semana a R$ 4,15 no momento abriu o pregão a R$ 4,164, caminhando para uma alta semanal de 0,35 %.


Responsáveis Técnicos

Ian de Deus

Engenheiro Agrônomo


Carlos Paim Motta

Economista


Moinho Iguaçu 2019.

98 visualizações
  • Ícone do Facebook Branco
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube

Rod. BR 467, s/n, Km 109,3

Jardim Canadá - Cascavel - PR 

© 2020

 Comunicação Moinho Iguaçu.

Contato: (45) 3219-9000